Neurociência, meditação  e compaixão para sua melhor versão

13.png
9.png
9.png
13.png
9.png

Um pouco da história e da paixão em ajudar pessoas

13.png
9.png
9.png
13.png
9.png

Oi, eu sou a Luciana. Costumam me chamar de Lu. Sou uma mãe interessadíssima no desenvolvimento humano das minhas filhas Gabi e Manu. Jornalista de formação, sou diretora de criação e fundadora do hub de comunicação criativa [ EM BRANCO ], onde atendo grandes marcas e experiências culturais relevantes.


A partir do trocadilho com meu próprio sobrenome, batizei de [ EM BRANCO ] o escritório que fundei, por adorar as mil possibilidades de uma folha de papel em branco. Criei o escritório aos 26 anos, atendendo a demanda de ex-clientes.

 

Pouco a pouco, o nome do escritório [ e meu sobrenome ] vão se revelando como uma meta na vida. Como viver todos os dias como uma folha de papel em branco? 

 

Como viver as infinitas possibilidades deste vazio?

 

Sou uma apaixonada pelo caminho do autoconhecimento, o qual percorro conscientemente há 30 anos. Acabo de me pós-graduar em Neurociências na Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein, interesse que nasceu após ter realizado a primeira Jornada Desperta, orientada por Ivo Machado. 

 

Após essa experiência transformadora, pedi ao Ivo que me ensinasse mais sobre esses conhecimentos e técnicas para que eu pudesse estar ao seu lado, contribuindo para a realização de mais Jornadas Desperta. Feito! Estamos aqui.

 

Desde 2020, dedico-me diariamente ao trabalho voluntário como monitora desta jornada inspiradora e transformadora.

 

Nesse caminho, criei a série de podcasts “O que sei de mim”, na qual compartilho com os ouvintes essa trajetória em busca de mim mesma, por meio de entrevistas com profissionais que há muito tempo estão na trilha do autoconhecimento. Costumo repetir que não acredito em pílula mágica, em guru ou em instituição religiosa para nos salvar. Só acredito na consciência e [ muito ! ] trabalho para nos transformarmos naquilo que devemos ser.


Altamente interessada nas mudanças de comportamento humano, atuo como mentora voluntária de comunicação para empreendedores sociais na aceleradora Quintessa. E ainda também como conselheira de comunicação para altos executivos, start ups e profissionais liberais.

Adoro ligar pontos, então ando mediando algumas conversas por aí, em festivais de inovação como Path e BlastU. Em 2020, assinei a co-curadoria e direção criativa do festival internacional inFINITO 2020, criado por Tom Almeida, que promove conversas sinceras sobre a vida e a morte.


Além de tudo isso, assinei a criação de intervenções urbanas memoráveis na cidade de São Paulo, em parcerias público-privadas, como o projeto #TarsilaInspira [ para o qual convidei seis artistas urbanas para criar grandes obras inspiradas no legado de Tarsila do Amaral para o centro histórico da cidade de São Paulo ], shows surpresa promovidos por Johnnie Walker, com grandes artistas como Os Paralamas do Sucesso, Gilberto Gil e Samuel Rosa, e ainda, durante a pandemia, o DriveIn Paradiso, o único gratuito da cidade, com programação 100% nacional, curadoria de Marina Person e realizado pelo instituto filantrópico Olga Rabinovich.

Todas essas experiências vêm me alimentando para conhecer mais sobre o jeito tão humano de existir. Me trazem musculatura para poder oferecer a mão para quem quiser atravessar uma rua da própria existência, com companhia e mais segurança.